Bem-vindos!!!

welcome
bienvenu
bienvenido
bene accetto

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

NOS BASTIDORES DO SANTUÁRIO




O título deste post poderá ser também o título do livro que um dia pretendo escrever, o conteúdo ainda não tenho idéia. São tantas experiencias e momentos inesquecíveis que nunca imaginei passar, até o momento em que comecei a trabalhar na administração de uma Igreja Evangélica. Quem diria! Pra vocês entenderem: meus pais se converteram ao evangelho em épocas e denominações diferentes, primeiro a mamãe na cidade de Caxias do Sul/RS na IEQ eu era ainda um bebê, depois de algunas anos o papai se converteu já na cidade de Porto Alegre/RS na AD quando nasceu meu irmão caçula o Daniel. Bem Deus deu a direção para meu pai sair do RS ele então orou e entendeu que era aqui em Curitiba/PR, os parentes acharam loucura, normal pois realmente ele não conhecia a cidade. Foi aqui que o ministério na vida de todos da familia Pedroso iniciou ainda na IEQ onde ficamos por nove anos, mas papai sempre teve no coração o desejo de congregar na denominação onde se convertera. É onde entra minha ligação com esta igreja! Ele nos trouxe um dia num congresso no templo sede da AD em Curitiba, fez questão de ressaltar toda a história das ADs bem como a beleza do templo, e ele tinha razão o templo recem construido realmente me impressionou. Mas nós não queríamos sair de onde estávamos e eu então disse: "EU NUNCA VOU CONGREGAR NESTA IGREJA NÃO GOSTEI DE NADA AQUI NEM DAS PESSOAS" isso no ano de 1982; Deus ouviu essa frase e acho que sorriu e assim foi em 1984 passamos para AD em 1989 eu não só congregava como também comecei a trabalhar aqui. Aprendi e a cada dia aprendo mais, percebi que o ser humano independente do cargo eclesiástico que ocupa é imperfeito, falhas toda administração tem pois é conduzida por homens, mas o que assusta são os comportamentos, reações que nunca imaginava que eu ou o outro teria e acontece, diante de situações do dia a dia. É fácil criar um personagem para o púlpito mas é convivendo com as pessoas que mostramos o que relamente somos, como no casamento eu acho. Estar todos os dias aqui na igreja não significa nada se eu não procurar viver como cristão verdadeira, estar aqui todos os dias não me isenta de pecar, muito pelo contrário a tentação é maior é o lugar onde o Inimingo procura de todos os modos nos fazer cair, blasfemar de Deus, odiar o irmão, enfim. À vezes é impossível separar o administrativo do eclesiástico, tratar as questões trabalhistas, só pela graça de Deus!


A partir de 01/02/2010 entrarei em licença maternidade e ficarei ausente por aprox. 150 dias daqui, não sei se retornarei, só Deus sabe, mas de qualquer forma eu jamais em minha vida esquecerei dos dias horas minutos e segundos que passei nos bastidores do santuário! Abraços!

Um comentário:

Laudicéia Mendes disse...

Paz Miriam...estou na fila p/ comprar o livro...
Quando nossa visão vai apenas até as cortinas do púlpito é bem mais fácil acreditar nas performances e discursos...mas quando adentramos os bastidores e os personagens dão lugar às pessoas que realmente são...só pela graça! Gostei muito da abordagem...devemos entender sobretudo que não encontraremos perfeição humana...e ninguém estará isento de erros...
Espero que vc volte depois da licença maternidade...nós estamos nos preparando p/ voltarmos a Curitiba...bjs
Laudiceia Mendes